31 outubro 2006

A bóia de Alckmin longe do afogado-eleitor


Deixei de comentar sobre a vitória de Lula no segundo turno. Fiz propositalmente. Vou confessar: não gosto de comentar temas que poderam ser lidos na mídia em geral. E os que lêem este blog devem perceber isso. Volta e meia crio um assunto novo a se comentar, ou então, procuro analisar os fatos no seu íntimo. É o que farei agora diante do resultado final das eleições; tentar entender o motivo do "encolhimento" do candidato Alckmin neste segundo turno. Afinal, essa proporção de 3 para 2 entre os votos dados a Lula e ao tucano é antiga e relativamente constante.

No fim do primeiro turno, abriu-se uma janela de oportunidade para Alckmin, que a desperdiçou. Alckmin cometeu algum erro muito grave no momento mesmo em que o eleitor flutuante começava a pensar mais seriamente em apoiá-lo. Cada um tem a sua opinião sobre qual tenha sido esse erro. O que eu acho? Penso que Alckmin foi como uma bóia lançada em alto mar para salvar um afogado (o eleitor). Só que esta ficou longe demais do afogado-eleitor que não rejeitava a possibilidade de abandonar Lula. Quando o eleitor flutuante pensou em agarrar a bóia, não conseguiu. A volta do eleitor flutuante ao ninho lulista começou ainda antes do primeiro turno. Lembrem-se de que a primeira pesquisa do segundo turno já mostrou Lula numa posição razoavelmente confortável. A bóia de Alckmin estava balançando muito à direita.

O debate na Rede Bandeirantes foi emblemático dessa opção do tucano. Alguns classificam aquele como o melhor momento de Alckmin. Pois eu acredito que tenha sido o seu maior equívoco. Os que já eram entusiastas da candidatura dele adoraram. E daí? É muito amadorismo você passar quatro semanas chamando Lula de ladrão e acreditar que o eleitor de Lula vai achar isso bonito. Lula, que não é bobo, aproveitou a chance e jogou a bóia de Alckmin para mais longe ainda, ao introduzir na pauta as privatizações e o corte de investimentos sociais. Essa é minha opinião, agora é com vocês.
Alon Feuerwerker

7 comentários:

claudiopaiva disse...

Muito bom Patrick, aliás li seus textos e todos estão bem coerentes. E falo em coerência verdadeira, não aquela que vejo por aí com um intuito só: derrubar o governo. Ainda bem que eles não conseguiram. Viva o povo brasileiro e parabéns pelo conteúdo do blog.

Claudio Paiva

aghenor disse...

Tiramos uma lição importante destas eleições, o povo não se rende a vontade da imprensa

Defensor, O Maldito disse...

Saudações
Na verdade, acho que o Alckmin ficou no lucro por ter conseguido ir ao 2° turno. Inexpressivo do jeito que é, tá bom demais. quanto à estratégia de sua campanha, acho que se aplica a ela o velho deitado que diz: se ficar o bicho pega, se correr o bicho come (ou vice versa... he he)
No mais, + 4 anos de tudo =
Abraços

Santa disse...

Patrick,

Antes, parabéns pela vitória do seu candidato.

Na minha opinião a oposição perdeu desde quando deixou passar o momento certo de pedir o impeachment de Lula (com o depoimento de Duda Mendonça na CPI). Quanto a campanha 2006 teve um marketing incompetente comparado ao da campanha de Lula que usou do que sempre usa. Segundo, porque bateu pouco no item corrupção, um vasto tema com provas irrefutáveis, inclusive. E faltou esclacer a população os benefícios das empresas privatizadas (sobretudo o quanto o governo se beneficia disso). Já que não rebateu a altura, o PT usou o espaço ao seu favor. Agora é governar. E a oposição, espero que aprenda com os erros estratégicos. Bjs

David disse...

Prefiro as palavras do Aécio hoje na Folha. Passa lá no broguinho se vc não viu, Patrick. Coerência sim, mas sem deixar de dar uma estocada mais forte às vezes que, além de divertido, alivia o stress...hehehe

Anônimo disse...

FUTUROLOGIA
A analise está correta porem quando feita bem apos o evento a margem de erro é de 0(zero).Perdoa me a sinceridade, vc foi oportunista.Parece aquela pessoa que apos o evento fala:Eu não disse? Quero ver vc no meio do fogo cruzado fazer avaliações e prognosticoS.iMPORTANTE: não defendi e não adepto da candidatura Alkmin(pelo contrário)

Gilberto Silva disse...

Acho que se a opisição não mudar esse discusinho de ladrão, ladrão, vão esperar um bocado pra voltar...
e que esperem!!!

Valeu sempre acesso seu blog!!!