18 janeiro 2007

Este blogueiro está triste

Amigos da blogosfera estou triste e decepcionado. Como você devem saber prestei vestibular novamente, dessa vez para o curso de Direito, com que tanto sonho desde criança. Na primeira etapa do vestibular fiquei na posição 35º. Fiz a segunda etapa e aguardava o resultado até hoje. Bom, o listão dos aprovados foi divulgado e pra minha surpresa não encontrei meu nome. Fui procurar saber o motivo de minha reprovação e fui surpreendido com a informação de que a minha redação tinha obtido nota zero. Isso mesmo ZERO!

Estou em busca de informações sobre o que realmente aconteceu. A Universidade Federal de Campina Grande, para quem prestei o vestibular, precisa justificar isso que considero um absurdo. Repetindo o que um amigo me disse, que irônia do destino!

7 comentários:

alissoncastro disse...

Patrick meu camarada que louco isso? Nem eu estou acreditando, como pode? Em quem confiar agora, te dar um zero na redação? só se você tivesse deixado tudo em branco. Velho a blogosfera precisa reagir.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Patrick:

Só é derrotado quem desiste de lutar.
Os meus votos de que passes um óptimo fim de semana.


Um abraço,

Anônimo disse...

Demorei mas apareci. Infelizmente em um momento não muito legal para vc. Espero que se fortaleca com essa vitória apenas adiada e acredito que o curso de Direito da UFCG também saiu abatido pelo fato de deixar de possuir em seu quadro discente, acadêmico que se preocupa com temas relevantes e disposto a enfrentar grandes assuntos.

Abraço.

Vinícius M Guedes
Patos (PB)

Emerson Saraiva disse...

Caro Patrick,

Vc não é o único e, pelo que parece, não são poucos os que estão passando por isso.

Tenho um irmão, veja só, que passou em primeiro lugar em um dos cursos da UEPB no ano passado e em sétimo num curso da UFPB. Para vc ter uma idéia, na primeira fase do vestibular da UFCG 2007 ele ficou em quarto lugar e na segunda foi surpreendido pelo mesmo "fênomeno" que lhe vitimou. Segundo Marcos Gama, teria zerado a redação.

Não sei se vc já observou, mas no Manual do Candidato da UFCG, nos editais e resoluções que regem o concurso não consta EM LUGAR NENHUM quais os motivos que podem levar o aluno a zerar a redação. Em outras universidades, por exemplo, sempre tem uma observação avisando que a FUGA COMPLETA DO TEMA pode desclassificar, mas nem isso a UFCG tem...

O pior é q eles não permitem vista nem revisão de prova, o que é uma afronta à democracia e transparência que deve ter toda instituição pública.

Primavera Negra disse...

Cara...Zero é foda, hein?
Se bem que tem uns avaliadores que adoram umas coisas do tipo "não pode escrever na 1ª pessoa", ou "jamais usar anglicismos". Tem umas regras que são mais "pegadinhas" do que balizas realmente objetivas.
Sei lá, essa história de redação é meio estranha.
Abraço!
Renato

Ricardo Rayol disse...

Ironia sim, ou então sua univesridade desejada está repleta de petralhas que sabem deste seu canto.

Jornalismo Paraibano disse...

Rapaz, esse negócio da redação é imoral, não dá para continuar desse jeito. Ia justamente te recomendar a leitura da coluna de Saraiva no Iparaiba. Vê lá, que ele fala sobre isso. E eu concordo plenamente. Palhaçada da peste, rapaz...

Grande abraço
Lenildo Ferreira